Atividade freelance cresce 32% no Brasil em meio à pandemia

Freelancer

Atividade freelance cresce 32% no Brasil em meio à pandemia

Dados da Workana apontam ainda áreas com maior demanda; Legal e Engenharia & Manufatura estão no topo

 

Um levantamento realizado pela Workana, maior plataforma que conecta freelancers a empresas da América Latina, aponta que, desde o início do isolamento, cresceu em 42% o número de profissionais cadastrados na plataforma na América Latina. Apenas no Brasil, observou-se um crescimento de 32%. Em termos comparativos, o crescimento mensal até fevereiro girava em torno de menos de 10%, com média mensal de 70 mil registros. Apenas em abril, mais de 100 mil novos freelancers se registraram.

 

 

Dentre as áreas, se destacam TI & Programação, com crescimento de 100,49% no número de profissionais entre fevereiro e abril. Logo em seguida vem Finanças & Administração, com aumento de 83,83% nos registros. Em terceiro lugar aparece a área Legal, com crescimento de 59,29%. De acordo com Daniel Schwebel, gerente nacional da Workana, muitas pessoas estão percebendo os benefícios do trabalho remoto e o cenário é positivo para a modalidade freelance. “Em meio às incertezas do mercado e as demissões que vêm acontecendo, o trabalho freelance pode ser uma boa oportunidade para que os profissionais encontrem bons trabalhos e possam manter sua renda, ou até mesmo complementá-la”, aponta. O especialista destaca ainda que, em plataformas como a Workana em que o profissional é quem define o valor a ser cobrado pelo seu trabalho, o trabalhador é mais valorizado por ter o poder de cobrar o quanto vale por sua qualificação e experiência.

O estudo aponta, ainda, as áreas com mais demandas para profissionais no Brasil, e Legal dispara em primeiro lugar com crescimento de 92% entre fevereiro e abril, seguida por Engenharia & Manufatura, com incremento de 68,42% no número de projetos na plataforma. Schwebel analisa que as empresas, por estarem passando também por grandes mudanças, podem precisar desenvolver projetos pontuais para atender às novas demandas do mercado, e vêm encontrando na contratação freelancer uma boa maneira de cumprir as atividades com a colaboração de profissionais bem qualificados. “O freelancer se mantém em constante aprendizado, o que pode ser muito valioso para as empresas neste momento: profissionais facilmente adaptáveis, acostumados a trabalhar sob demanda e criativos podem resolver problemas trazendo soluções práticas e inovadoras”, conta o especialista.

Veja abaixo as áreas com maior busca por profissionais (crescimento no Brasil)

• Legal – 95,65%

• Engenharia & Manufatura – 68,42%

• Design & Multimídia – 13,41%

Marketing & Vendas – 12,80%

• TI & Programação – 8,67%

• Finanças & Administração – 1,92%

Por fim, Schwebel analisa que é importante que novas oportunidades devem surgir para os profissionais. “Notamos um crescimento considerável em todas as categorias da Workana, o que se deve muito também à adaptação da nova realidade em que vivemos. Isso pode contribuir de maneira muito positiva para o mercado freelance, pois mostra que as empresas não precisam se limitar a barreiras físicas para ter os melhores profissionais desenvolvendo projetos, e os profissionais têm muito mais oportunidades de trabalho em qualquer lugar do mundo”, finaliza.

Sobre a Workana

Fundada em 2012, a Workana é um marketplace que conecta freelancers a empresas e possui atuação em toda a América Latina. A plataforma oferece flexibilidade e agilidade na contratação de profissionais para os projetos cadastrados. Com sete anos de atuação, a empresa já atingiu a marca de mais de um milhão de projetos postados na plataforma e possui, atualmente, mais de 3,2 milhões de freelancers cadastrados.

 

Até o próximo artigo

 

Fonte: Segs/Julyana Castro

Curte e comenta
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *